Coaching pessoal: o que é, como funciona e benefícios

Você provavelmente já ouviu falar sobre o coaching pessoal, não é mesmo? Mas sabe para que serve essa técnica e como ela funciona? Neste artigo, você pode entender melhor sobre esse universo e descobrir o valor médio de um profissional dessa área.

Coaching pessoal

O coaching pessoal é uma técnica de desenvolvimento humano voltada para auxiliar em questões individuais - além da carreira profissional. É através desse processo que o cliente consegue definir metas particulares, como desejos, ambições e sonhos.

Com a ajuda de um profissional, o coachee - nome dado ao cliente em processo de coaching - consegue determinar questões pessoais que podem ser trabalhadas a fim de alcançar a tão sonhada realização pessoal.

Em outras palavras, é esse profissional que faz com que o envolvido saia do momento atual no qual se encontra e alcance os objetivos mais desejados, utilizando técnicas de desenvolvimento, como a psicologia positiva e PNL (programação neurolinguística).

Ficou curioso e quer saber mais sobre o tema? Então, é só continuar a leitura!

O que é coaching pessoal?

O objetivo do coaching pessoal é melhorar a qualidade de vida de quem contrata o serviço, fazendo com que o indivíduo se sinta realizado, tenha equilíbrio na vida e alcance suas metas, mesmo que essas não estejam diretamente envolvidas com o âmbito profissional.

Por isso, dentro da área do coaching pessoal, existem outros ramos mais específicos, como o coaching de relacionamento, finanças, emagrecimento e esportivo.

Afinal, o intuito é cuidar do coachee de uma maneira geral, lembrando ele de que todos os setores são importantes na busca por uma melhor qualidade de vida.

O profissional trabalha com base no autoconhecimento, permitindo que o cliente enxergue suas qualidades e aprenda a trabalhar melhor com cada uma delas em busca dos seus objetivos.

O que faz um coach pessoal?

De início, o especialista precisa conhecer seu cliente, para assim poder trabalhar em cima de padrões emocionais repetitivos que impossibilitam o coachee de alcançar suas metas.

O profissional é treinado para saber fazer as perguntas certas, cujas respostas funcionam como um quebra-cabeça que deve ser montado corretamente para uma análise de pontos fracos e pontos fortes.

São essas informações que guiam o coach durante o processo, fazendo com que ele saiba traçar melhor as metas de acordo com os pontos fracos que precisam ser trabalhados, sem deixar de lado as qualidades do cliente que podem facilitar a concretização das suas metas.

É preciso ressaltar que o profissional consegue alterar as tendências indesejadas, assim como auxiliar na descoberta de talentos, habilidades e crescimento intelectual.

Também, é possível ajudar a superar traumas, crise de ansiedade, pânico, depressão e fobias, além de aumentar a autoestima e a confiança.

Para alcançar esses objetivos, o profissional pode aplicar métodos como o PNL e a psicologia positiva, lembram que comentamos sobre essas ferramentas de desenvolvimento logo no começo do artigo?

PNL e psicologia positiva: técnicas aplicadas pelo coach

O PNL tem como objetivo estimular e alterar a funcionalidade do cérebro através de pequenas mudanças na ação comportamental, utilizando uma linguagem adequada para isso.

Para que seja possível, os coaches costumam usar o método da ressignificação, que tem como finalidade acabar com as crenças limitantes do coachee.

Isso altera a maneira como o paciente se vê e age no ambiente de trabalho, ressignificando sentimentos e crenças passadas, inclusive da infância, que de uma maneira ou outra acabam refletindo na sua produtividade atual.

O mesmo acontece com a psicologia positiva, que defende o pensamento positivo e pode trazer inúmeros benefícios ao cliente quando associada ao trabalho de um coach.

Um deles é o aumento da autoconfiança no ambiente de trabalho, pois a psicologia positiva tem como vertente exaltar as qualidades do cliente, valorizando seus comportamentos, incentivando e estimulando que ele tome ações e exponha suas ideias.

Agora que você sabe como funciona o trabalho do coaching e quais são algumas das suas ferramentas de trabalho, veja como esse profissional pode ser fundamental para o seu desenvolvimento pessoal.

Para que serve o coach de desenvolvimento pessoal?

Pode-se dizer que as principais funções do coach pessoal são motivar, incentivar e estimular o seu cliente na busca pela realização individual, sem deixar que ele desista dos seus objetivos no meio do processo.

A função de apoiar e ajudar nessa trajetória de buscas em nada tem a ver com falsas promessas e ilusões, pelo contrário, o profissional capacitado auxilia o coachee a preparar objetivos que possam ser atingidos.

Para isso, ele orienta, ajuda e estimula o cliente a pensar e agir de modo que seja possível conquistar o que foi traçado sem grandes dificuldades.

Ao contratar um coach em desenvolvimento pessoal, o envolvido garante ao seu lado um profissional com estratégias eficientes que o façam persistir em seus objetivos, mostrando que as emoções, pensamentos e comportamentos influenciam no resultado.

Como funciona um coaching de vida pessoal?

As orientações e auxílios acontecem por meio de encontros que podem ser remotos ou presenciais de acordo com o modo de trabalho do profissional escolhido.

Durante as primeiras conversas, o profissional procura conhecer e ganhar a confiança do cliente, entendendo os motivos que o levaram a buscar ajuda e pontuando quais as necessidades e atitudes a serem mudadas.

Após essa etapa, as dinâmicas das sessões são alteradas com base no "diagnóstico" dado pelo coach. A partir daí, o profissional determina como os próximos encontros serão realizados. Além disso, também será durante as sessões que o “quadro de metas e objetivos" será traçado.

Com o auxílio do profissional, o cliente coloca de forma visual suas necessidades e traça caminhos viáveis para a conclusão dos propósitos.

Por último, além de repassar o conhecimento, elaborar estratégias e guiar o coachee, o especialista deve acompanhar os resultados e, caso necessário, alterar as estratégias de acordo com o feedback das sessões.

Quanto custa uma sessão de coaching?

De forma geral, um coach iniciante pode cobrar em média de R$ 100 a R$ 200 por sessão, enquanto os mais experientes podem ter valores predefinidos entre R$ 400 e R$ 600 a consulta.

Os valores das sessões ou do trabalho completo variam de acordo com o profissional escolhido e a sua capacitação. Assim como em qualquer outra área profissional, quanto mais capacitado for o coach escolhido, maior será o investimento do cliente.

Saiba que alguns profissionais tendem a cobrar as sessões de maneira separada, outros cobram por hora de trabalho e, por fim, há aqueles que cobram o valor fechado por um pacote com uma quantidade predefinida de sessões.

É válido esclarecer que a quantidade de consultas é determinada de acordo com a necessidade do cliente e que o profissional deve deixar o processo esclarecido logo após os primeiros encontros para que ambos concordem com o plano escolhido.

No entanto, os preços não são tabelados ou regrados e podem chegar a valores mais altos que os que foram mencionados neste artigo.

Contudo, saiba que um processo de coaching pessoal pode chegar a seis meses e, nesses casos, os preços geralmente são fechados por pacotes, podendo ser parcelados ou não, essas questões são definidas pelo profissional ou pela empresa escolhida.

E então, gostou da ideia? Conta para a gente o que você achou do conteúdo e aproveite para dar uma olhada nos outros artigos que você pode gostar no nosso blog.

, enviamos uma cópia para o seu e-mail!

O download já começou. Caso não tenha iniciado, confira seu e-mail.

O que você achou do post?

0 Respostas

Deixe seu comentário